<$BlogRSDUrl$>


terça-feira, abril 13, 2004 . Varinha


A Ressureição! 

Vimos por este meio informar que estamos preocupados em ir de encontro à opinião dos nossos respeitaveis leitores, como tal decidimos começar com uma série de consultas públicas.
Posto isto elaboramos esta sondagem. Para já só falamos em dois dos produtos hortículas que entraram em processo acelarado de decomposição, posteriormente falaremos nos outros...

Atenciosamente

A Gerência






segunda-feira, março 29, 2004 . Varinha


Tomada da Bastilha XXI 

Vimos por este meio informar, todos e os demais interessados, que o Mui conhecido SOPA DE LEGUMES foi tomado de assalto. Parece que os seus antigos criadores ficaram AZEDOS.

Consequentemente a Nova "SUPER" Gerência dá as boas vindas a todos aqueles que desta sopa tanto comeram e a todos aqueles que foram comidos.


Vimos desde já avisar que os ingredientes vão mudar mas que os conteúdos nem por isso.

Espero que a nova sopa não cause azia aos antigos cozinheiros...


Atenciosamente

A Gerência






sábado, março 27, 2004 . Varinha


THE SOPAMATRIX 

- Sei que vocês estão ai! Consigo sentir os vossos suores frios. Sei que estão com medo.... medo de mim. Medo da mudança!
- Quem és tu?
- O blog!
- Estas a falar para nós, teus criadores?
- Sim, foram escolhidos...
- Para quê?
- Depois saberão!
- Quando?
- Brevemente...
- De que vais falar?
- De toda a verdade ...
- Dá-nos uma pista
- Não conheço o Futuro! Não vim aqui para dizer como isto vai acabar, vim aqui para dizer como vai começar. Vou desligar-vos, e mostrar a Academia aquilo que não queriam que ela visse...
Vou mostrar-lhes a verdade... Vou mostrar-lhes que...

........A SOPA VAI AZEDAR





quarta-feira, março 24, 2004 . asdadsadasd


56% 

foi a percentagem de participantes na última sondagem que consideraram que Michael tomaria as rédeas do Movimento Associativo do Ensino Superior Português...

Apesar de tudo, as evidências não foram essas: não têm sido seus os momentos mais fortes.
O Tricristino Minhoto (16%) era visto como uma espécie de porta-voz do mundo socialista nos ENDAs, mas a pesada derrota girou os pontos cardeais em 180º, e alguém andou muito para trás.

Subitamente -e inesperadamente- Michael passou a ser um lado da medalha, em que o reverso é o Nuno FAPeirinho (12%). E, se ninguém contava com o Nuno FAPeirinho, a verdade é que ele já escalou para o CNE, sem dar oportunidade ao Michael para reagir.

Quanto ao AALfacinha (1%), o resultado espelha a figura.
Para finalizar, resta-nos a dúvida se os 16% da Ovos-moles Nogueira vão para ela ou para namorado. ÉFE-ÉRE-E-Á FRÁ!!!





sexta-feira, março 19, 2004 . asdadsadasd


A manif do Berloque 

Dia 24 vamos ter uma coisa a sério: vamos todos à CAPITAL!!!
Mas como a estudantalha não está mobilizada nem um bocadinho, o Berloque deu a solução: "Ó... Michael: a malta faz assim: nós pomos uma carrinha nossa, pá, metêmo-la atrás da Vito, cheia de tijolos e argamassa man -não te preocupes que nós tratamos de tudo, man- e construímos uma parede no meio da estrada em frente à Assembleia!!! ...e eles, se quiserem, que venham, man!!!"

Se parece um plano em-cima-do-joelho, desenganem-se:
Na verdade, o planeamento deste golpe ao governo começou quase há um ano atrás quando Ranhato Malxeira e sua equipa simularam distúrbios na Assembleia da República. Este subterfúgio foi móbil eficaz para uma visita de estudo à esquadra da Assembleia da República: enquanto que com o hemisfério direito do cérebro prestava declarações (daí o discurso lento, pobre em vocábulos inteligíveis e tendencialmente monosilábico), com o hemisfério esquerdo procurava pistas que o elucidassem acerca dos planos estratégicos das forças policiais, a activar em situações de palhaçada à porta da A.R.. (Há que ressalvar que os olhos brilhantes foram causados pelos minutos em modo de visão estereotelescópica.)

Assim, à primeira fila de tijolos, a Brigada de Intervenção parte um ou dois tijolos, aos que os poucos estudantes respondem com um encosto. Ligeiro.
Assim, à primeira fila de tijolos, a Brigada de Intervenção parte uma ou duas cabeças. Muito sangue, fracturas expostas, "coitadinhos dos estudantes que não estavam a fazer mal a ninguém", opinião-pública-conquistada-de-lágrima-no-canto-do-olho, "FACHISTAS, FACHISTAS", fotografias, televisões, jornais e, finalmente, FINALMENTE, FINALMENTE UMA ENCHENTE DE ESTUDANTES NA PRÓXIMA MANIFESTAÇÃO É O GRANDE CLIMAXXX!!!!!!!!!

...ou então não. Mas a ideia foi boa.





quinta-feira, março 18, 2004 . asdadsadasd


Saiu n'A CABRA de antes-de-ontem, 

com importância de grande destaque, um perfil sociológico da estudantalha... Parece que se descobriram verdades incríveis, importantes, reveladoras e finais. Anda tudo maluco?
Como se pode tratar assim um estudo que foi feito no tempo do Humberto Picareta-falante? Está repugnantemente desactualizado e, mesmo assim, os façam-de-conta-que-somos-jornalistas agarram-se àquilo com toda a força que têm para fazer uma peça faz-de-conta-que-é-importante... Demorou 4 anos e meio a interpretar os números??? Chiça...

Outra coisa, mas agora mais pequenina: o monte de plástico nas monumentais: entristece-me dizer isto mas... aquilo irrita... importam-se de me deixar descer as monumentais em paz, podendo olhar para o que está à minha frente e sem andar aos zigue-zagues? Há maneiras de informar sem obrigar as pessoas a fazerem coisas que não querem fazer, ou sem embaraçar o caminho ao pessoal... irrita e desmobiliza pessoas com mau feitio!!!

...e era isto.





quarta-feira, março 17, 2004 . fin


PNEES 

É a terceira vez, e é a terceira vez em Coimbra.

Tudo se resume a nada: poucas associações meteram os pés no auditório da reitoria. Repetitivo, incoerente, inconsequente, looongo.
Do pior para o melhor: o gajo de Braga deu uma seca do caraças, o Michael esteve melhor do que ele e deu uma seca, o gajo do Porto revelou-se bem (uma mistura de Nhunho Mendes com Bobote).

Mas deixamos os prémios de Best of the Show e de Worst of the Show para o fim:
O Messyas, Berto: destacadamente o melhor comunicador da noite: claro, suncinto, rico em conteúdos, nada aborrecido;
Ranhato Malxeira: atrofiado por ter feito tudo o que a Direcção Geral do Bobote mandava e nunca ter percebido que não ía ganhar nada com isso.

Visto estas coisas, viemos para o nosso lar/redacção publicar, mas continuamos a não ser tão rápidos como acabra.net: foi por pouco...





terça-feira, março 16, 2004 . fin


Há que dar a mão à palmatória... 

O Schulo mudou! ...para melhor!!! ...mais contido, menos precipitado, mais cerebral, menos fala-barato...
OK: vamos continuar a ver.





sexta-feira, março 12, 2004 . fin


www.aac.uc.pt 

O Informação Acção InformAcção recomenda a visita a www.aac.uc.pt para nos mantermos informados e actualizados... o problema é que o site não mexe deste 13 de Janeiro (estamos a 12 de Março), data do último InformAcção Flash, que versa sobre a Magna de Voto do Bobote!!!

...e, olhando mais um pouco pela lista, vemos que no ano passado por esta altura já tinham saído 8 (oito) Informações Flash...

Para quem dizia que a informação era prioridade no mandato...
Campanhas!!!...





quinta-feira, março 11, 2004 . abobora


Triângulos 

Até a AAC se organiza de forma básica!

São inúmeras as histórias em que ouvimos falar de triângulos amorosos! Uns com muito sucesso, outros nem tanto, mas acabam sempre por ficar para a História. A verdade é que, segundo a regra que se impõe, acabamos sempre por ter um elemento principal nos triângulos amorosos: geralmente o traído ou o traidor! No caso da DG, os triângulos começam a querer destacar-se! Acho que desta vez vamos ter o traído num triângulo e o traidor noutro.

Temos de um lado o Triângulo Rosa e do outro o Triângulo Laranja!

O Triângulo Rosa é composto pelo Messias, o Peter e o MD.
Este triângulo demonstra-se, cada vez mais, como um triângulo sólido e aposta, cada vez mais, em marcar o nosso presente e futuro próximo. Todos eles com muita escola em termos de Juventude Socialista, andam a manipular o sentido de intervenção da AAC e assumem cada vez mais um projecto a dois anos. Temos assistido a uma cada vez mais notável concentração de informação e poder de decisão nos elementos deste grupo. Como podemos desde já acreditar o objectivo principal deste triângulo será o poder: Messias a Presidente da DG!

O Triângulo Laranja é composto pelo Schulo, o Rijo e o Be Loso.
Este triângulo preocupa-se apenas em arranjar dinheiro para investir em futuros assaltos a áreas pretensamente dominadas por outros triângulos. Em termos partidários este grupo é um pouco menos experiente: o Rijo sempre relacionado com a concelhia, o Beloso recém-enquadrado na concelhia, e o Schulo com interesse em juntar-se ao laranjal. Como as coisas têm sido preparadas só vejo este grupo interessado num lugar de poder: Schulo a Secretário-geral!

Como nas restantes histórias de triângulos amorosos a situação do traidor e do traído repete-se. Desta vez a situação será harmonizada por uma qualquer troca de favores e, certamente, o Messias será o nosso próximo Presidente e assim o Schulo, que não tem a máquina partidária a dar-lhe protecção, terá a garantia de que quando necessitar já terá amealhado o dinheiro necessário para a sua campanha.

Durante o decorrer deste ano, ainda falaremos num fenómeno estranho (quiçá paranormal) que consiste nos triângulos ganharem braços...





quarta-feira, março 10, 2004 . abobora


Contestação Original 

A DG tem sido muito activa a contestar as políticas do Governo, para além de original:

Embaixadas:
De facto nunca ninguém tinha pensado em ir "chatear" as embaixadas em Portugal para fazer política! Mas se calhar também não o fizeram porque estas não têm qualquer tipo de intervenção política no nosso país e não resulta em nada o tempo perdido com elas. Mas sempre deu para se ir fazer umas visitas aos saldos do El Corte Inglés à custa da associação. Quando for o dia da manif já não há saldos, por isso trata de aproveitar.

Labirinto da Educação:
Que de labirinto só tem o nome, pois mais parece qualquer coisa como "Faixas Pretas sobre as Monumentais". É que é uma ideia que ninguém tinha desde o tempo do "Picareta Falante" (actual "tacho" na ANF), já lá vão uns três anos.

Operação Flôr:
Relembro que foi um tipo de campanha realizada pelos estudantes desta Universidade aquando da crise de 69 e que, se bem me lembro, já não é realizada desde uma manifestação nacional que a FAP boicotou, durante o decorrer do ano passado, em Lisboa: a FAP, para gozar com a cara das pessoas intervenientes na manif, foi distribuir cravos a LX. Acho que a DG está a fazer a mesma coisa connosco ao distribuir cravos na baixa de Coimbra.

À Descoberta dos Números:
De facto, este tipo de contestação deve ser uma originalidade do MD, mas que eu saiba já ninguém consegue ouvir falar dos números da OCDE. Este senhor gravou dois ou três números da OCDE e anda a debitá-los em tudo o que é lado (faixas, flyers, entrevistas...) desde as eleições em Novembro.

Manif:
Acredito que seja mais uma oportunidade dada pela DG de o pessoal ir às compras ao Colombo e ao El Corte Inglés, nem sei como é que estas grandes superfícies ainda não patrocinam as nossas manifs. Os Erasmus são outros que deverão estar animadíssimos com a viagem de estudo a Lisboa, organizada pelo pelouro das relações externas da DG, com tudo pago.

Que virá a seguir?
Correntes?





terça-feira, março 09, 2004 . abobora


Forum AAC "não estamos preparados para responder a essa pergunta" 

Mais uma vez se realizou este tão importante encontro de dirigentes associativos desta nossa querida associação.

Cada ano que passa a DG paga o fim-de-semana de férias mais longe... Este ano decidiram aproximar-se dos locais de poder e decisão (Kapital e Lux) para levarem a cabo esta importante e tão produtiva reunião de dirigentes associativos (é desta forma que a DG os compensa pela falta de intervenção durante o resto do ano) e, a pensar no Ano do Futebol, foram para junto do nosso Estádio Nacional, num hotel de Oeiras.

Isto mais parece um qualquer Encontro Nacional de Estudantes do que uma reunião de trabalho. Mas a coisa até nem é assim tão mal preparada: o pessoal até acaba por vir com uns quantos maços de fotocópias para mostrar trabalho aos amigos. Nestas alturas tudo se esquece (ou se tenta fazer esquecer) e até alguns dos derrotados das últimas eleições acabam por rumar nesta caravana pois trata-se de copos e é tudo à "borla".

Outra novidade que recebemos neste fim-de-semana lúdico é que foi dado espaço aos maçaricos da nova DG para mostrarem toda a sua falta de capacidade. De um lado temos uma dezena de pessoas a tratarem da logística -a qual facilmente e organizadamente era tratada por umas duas a três pessoas (mas desta forma justificam-se uns quantos amigos no fim-de-semana lúdico). Do outro lado temos aquelas pessoas a quem foram oferecidas pastas importantíssimas e que demonstraram perante a nossa plateia que não têm a mínima capacidade para nos defenderem. Exemplo disso foi a Coordenadora Geral das Saídas Profissionais/Acção Social/Relações Externas que nos demonstrou total falta de preparação quando chegou o momento de se falar do painel da Acção Social, e nos bombardeou com um completo rol de "asneiras".

Mas o ponto alto deste fim-de-semana lúdico é, sem sombra de dúvida, a noite de bar aberto de Sábado. Toda a gente bebe, quer seja amigo ou inimigo. ...A andar pelo hotel a fazerem asneiras, a passar pelo quarto 61, a esfregar as mãos no creme das maçanetas, a fazer batalhas campais, a roubar garrafas, entre outras coisas. É ver o pessoal todo a arrochar e a debater o painel de domingo de manhã por volta das duas da tarde...

Tudo isto dignifica a imagem da nossa Associação.
MD, o que achas?





domingo, março 07, 2004 . asdadsadasd


Pois... 

Ora bem... Parece que o Schultz levou com um texto prejurativo na Magna. Isso é estúpido: não é coisa que se aborde em Magna. Quando muito no Fiscal (se não fosse a estupidez que é)...

No entanto Schultz não hesitou em abusar da sua posição para permitir que a DG fizesse a sua procissão ao púlpito para assegurar que o Schultz era o maior (gente -meu Deus, que cambada de ingénuos- que só trabalha com ele há mês e meio -e ele até está ilegitimamente na Direcção Geral). Que eu saiba, o ponto "Informações" já tinha sido e ali não estavam a haver nem pedidos de esclarecimento, nem esclarecimentos, nem defesas de honra (teria de ser ele a fazê-lo), nem apresentações de moções, nem nada!!! Só a falarem bem do Presidente da Magna... Que bom... Temos de perceber que em momentos destes é fácil ser falível... Pelo menos para o comum de nós! Só que dos mais de 20 000 que somos, o que escolhemos para Presidente da Magna deveria ser alguém de especial, com perfil para o lugar para o qual foi eleito... e pelos vistos temos um estudante banalíssimo, como os outros... O que faz ele em lugares de destaque???

É como diz o outro: "Estamos numa democracia, somos todos iguais, mas eu não quero um trolha para Presidente da República. Quero um Doutor..."

Seja como for, por favor digam-me que a AAC não está na mão destes maçaricos... É preciso mais seriedade... Maior constância, respeito pelo peso da instituição... Esta gente pura e simplesmente não tem valor político nenhum... porque não faz a menor ideia do que está a fazer, nem das consequências do que faz.



Passando à frente: novidades: então o Diário de Coimbra tem um suplemento novo? Parece que se chama Via Latina. E então A Cabra tem um suplemento novo? Parece que se chama Informação Acção InformAcção.
Não há alternativa é a estes pasquins, todos iguais... Se o Contra Educação tivesse piada, ou se pudesse ver as casas do Certificado de Habitabilidade... Ou as Saídas Profissionais...
Andarem a gastar dinheiro sem nos darem nada de útil é que me entristece... Somos uns tristes... Vou para casa.





sexta-feira, março 05, 2004 . fin


Assembleia Magna: para nós já acabou 

Viemos embora para casa... que tristeza... 150 gatos pingados e estúpidos.
Agora estamos aqui com meia dúzia de latas de cerveja, porque este texto não vai ser nem simples nem pequeno, parece-nos...

A magna começou com um grito desesperado da DG "POR FAVOR REPAREM NO QUE NÓS FIZEMOS!!! FIZEMOS COISAS, A SÉRIO!!! VEJAM!!!". É um sinal de fraqueza: até do que o Algarve fez para receber uma reunião internacional de desporto jovem a DG tentou retirar os louros... De resto, foi um desfile de intenções abstractas: não foi bonito, mas falou bem, o Michael.

Fiquei triste foi por saber que no dia 20 de Março a DG paga para os esquerdalhos bandalhos fazerem uma excursão, mas não dá nada aos fascistas chupistas... São alunos diferentes? Merecem menos que os outros? A DG tem de andar a gastar dinheiro com lutas políticas de grupinhos sectários de estudantes?

Agora estou é orgulhoso do colega que não fez jantar de curso e saiu mais cedo da tertúlia para vir à Magna... Pfff que besta. Isso é alguma coisa de especial? É uma obrigação!!! Devia era estar calado... Mesmo!
Na verdade, nunca vimos uma Assembleia Magna com tanta gente ensaiada por não sei quem para falar...

Ao Michael só queria dizer que já enjoamos da verborreia dos dados da OCDE, desculpa: Give us a brake. ...e, já agora, também que é muito indelicado -para além de muito errado- sobrepor-se ao Presidente da Mesa, interpelando a Assembleia em relação a métodos de votação. Nada de grave. É preciso é aprender a gritar. :)
Mas gostei muito de ver que esta DG iniciou um novo ciclo em que não é só o Presidente que fala. O mesmo se pode dizer da Mesa da Assembleia Magna, com o Vice a servir para alguma coisa. É novo, é diferente!

Depois a Magna descambou em ataques pessoais, e toda a gente começou a dar muita importância a uma coisa sem importância nenhuma, e aí começaram os momentos tristes...

Mas o que entristece mesmo é ver que há tanta gente que insiste em participar no funcionamento do órgão sem o conhecer minimamente, sem conhecer as regras pelas quais se rege, e sem conhecer o contexto estatutário em que se insere. Se esta falta de cultura cívica e de cidadania me entristece, quando reparo que membros de direcções de núcleos de estudantes -órgãos da AAC- falham da mesma maneira... FICO DOIDO!!! Tenho vergonha e NOJO!!! Quem é que se mete na AAC e não quer saber o que ela é, como ela é???

Propostas contra os Estatutos da AAC, abuso de figuras regulamentares (pedidos de esclarecimento, declarações de voto), desrespeito pelas orientações da Mesa e pela Assembleia... Que vergonha tenho desta estudantalha...
Se não gostam dos Estatutos, candidatem-se à Assembleia de Revisão de Estatutos, e mudem-nos. O sistema democrático pode ser lento, mas funciona... O problema é que a democracia cai muito mal à malta mochilista... sempre os mesmos. Os fascistas, pelo menos, só chateiam nas eleições.

Para acabar, parem lá de me chatear com a CGTP: isso não é assunto para ser discutido por nós, ok? Quem quiser, que vá!!! Individualmente!!! Quando chegar a altura de uma Mega-greve-geral-nacional, falamos outra vez.

De resto: tudo muito apagado, sensaborão.
Está tudo a morrer... Não me admira. É por aí que vamos.
As moções aprovadas devem estar n'acabra.net.
Parece que o traje está fora de moda...





quinta-feira, março 04, 2004 . fin


TV AAC 

Já estou enjoado de ver o pseudo-trabalho dessas sanguessugas da TV AAC na parede do edifício: eu também sei sacar uma piaditas da net e pôr umas letras a mexer em flash... e se for preciso peço um data-show emprestado ao IPJ também!

Porra... Comunas de merda: andam há 6 anos a coçar os tomates com esta história, estão exactamente onde estavam, e de vez em quando montam este circo para sacar uns bilhetes para a Queima e para a Latada, e umas épocas especiais.

A ver se agora que são pró-secção (como é q estes inúteis têm direito a sala quando há tantas "secções-de-facto" que não têm?) começam a aparecer uns sócios-seccionistas que exijam eleições e tirem estes chupistas aproveitadores dali com uma equipa que faça coisas. REALMENTE!!! ...mas com gente desta laia eleições é uma palavra complicada...

Sai um ÉFE-ÉRE-Á para a AAC, dita a maior associação de estudantes da Europa e a mais antiga de Portugal, que em seis (6) anos não conseguiu fazer o que a TUBI (Televisão Universitária da Beira Interior) fez em dois (2)!!! (Começaram bem depois de nós e já há muito que têm emissões regulares!!!...)
...e, por favor, não me venham com a triste história do dinheiro porque na TUBI também se fez tudo sem dinheiro: são os chamados "apoios", "protocolos de cooperação", "patrocínios"... em suma: mexer o cu e trabalhar.

Palhaços, pseudo-pensadores-e-nada-de-trabalhar da merda.
Ahhh.... Sinto-me muito melhor... :)





terça-feira, março 02, 2004 . fin


ENDA: rescaldo... 

Nenhuma novidade, na verdade:
O candidato da AAC, Jorge Tricristino Minhoto (estranho, não é?), retirou a candidatura e o Nuno FAPeiro Reis ganhou o CNE no próprio dia em que soube que ía ser candidato. Boa...
O Bruno Da-carapinha bem tentou qualquer coisa, mas desde que se meteu com os renovadores nunca mais foi o mesmo.
Mas pelo menos o Pedro Mendez saltou, que é o melhor que se pode ter de um "representante de estudantes" que não é estudante nem põe os pés no CNE.

Mas veio uma coisa boa do ENDA (para apresentar depois-de-amanhã na Magna), proposta pelo nosso Michael: para além das costumeiras (e já entediantes) reuniões diplomáticas (desta vez com o P. R.), uma MANIF no dia do estudante e uma GREVE no dia seguinte!!! Ahhh...
Isso já é qualquer coisa que se veja.





quinta-feira, fevereiro 26, 2004 . asdadsadasd


Previsões para o ENDA 

Agora que novos dirigentes associativos tomaram posse, as peças do tabuleiro de xadrez que é o movimento nacional da estudantalha assumiram novas posições.
O passado recente foi marcado pelo duelo de titãs -BOTOTE vs. NUNO FAPEIRO MENDES- e o cinto do troféu Conselho Consultivo do Ensino Superior caiu no colo do FAPeiro, por pontos no último round.

Agora a luta é pelo troféu do Conselho Nacional de Educação. A arena deslocou-se para a geografia complicada das terras de Entre-douro-e-minho, com Nuno FAPeiro Reis e Jorge Tricristino Minhoto a degladiarem-se sanguinariamente -e fatidicamente para o derrotado.

Nuno FAPeiro Reis
pontos fortes:
é da FAP (que tem mais de 20 votos, só na FAP);
é PSD (como a AAL e Aveiro);
chama-se Nuno (para apanhar os mais distraídos).

pontos fracos:
ser da FAP;
quem é que é mesmo este gajo?

Jorge Tricristino Minhoto
pontos fortes:
ligações previlegiadas com o Bobote.

pontos fracos:
ligações previlegiadas com o Bobote;
quem é que é mesmo este gajo?;
é do PS (tem 2 votos: o dele e o do Michael du T.).

Daqui podem-se tirar conclusões: mas tirem-nas vocês que nós já vimos o que está escrito nas borras de café e nos buzios:
O gajo dos três bicos vai levar uma tareia que é para aprender a não se meter com gente grande, e perde por KO no primeiro round. ...Já o piolho tem catarro...

E perguntam-me vocês:
-Meistreee: u ki ei u M. du T.?
E eu respondo:
-O M. du T. é um banana... que só tem coragem para mexer o rabo quando tem a certeza de que não há riscos para correr. E como nos ENDAs não tem votos, não vai tratar de os arranjar. Como fez o Bobote...





terça-feira, fevereiro 24, 2004 . noz


Queima do Tacho!!! (II) 

Ora muito bem: parece que afinal a Queima 2004 sempre está a render. Pelo menos que o digam os tachistas vindos da DG 2003 que decidiram seguir os passos do presidente (o são-tomense): tirar umas lasquinhas do "saldo positivo" da Queima e criar, senão uma off-shore, pelo menos o suficiente para a aquisição de um Porsche (em segunda mão, entenda-se: nada de más interpretações).

Vejamos o tal de Metias que, não satisfeito com o cargo de "trolha" da DG, decidiu ser o mestre-de-obras também na Queima. Será dos bicos? Quem sabe...

Outro nosso conhecido é nada mais nada menos que o Beloso do Desporto, o qual beneficiou do seu grandioso curriculum em Secções Desportivas (nunca esteve em nenhuma) para ser por elas indigitado para a Fisca 2004, quando já acabou o curso há muito tempo, e só tendo começado a sua aventura na DG uns meses antes... Cheira-me a cunha...

O Tiago Pouco-vale decidiu que poderia valer mais a fazer grafismo para a Queima, do que fazer aqueles InformAcções que nós nunca vimos... Por falar nisso, onde estão os deste novo mandato? Estamos quase em Março e nada de informar ninguém... não é preciso: estão-se todos nas tintas, o que interessa é o tacho... Isto é que é continuidade...

Para finalizar, temos a dupla Cláudio Shullo e Teso Rijo, ambos indigitados para a Fisca 2004 que, depois de tanto "trabalho demonstrado" na DG 2003, vão dar couro e cabelo para que a Queima lhes patrocine a campanha eleitoral que se segue... Sabe-se lá se não teremos uma táctica de marketing ainda mais rebuscada do género "compras um pontual, levas 3 gerais de parque, um pack de senhas de cerveja e votas em nós (se conheceres alguém que esteja de erasmus levas mais um geral e votas duas vezes)"...

Com tudo isto restam duas questões essenciais: a primeira é onde está o Michel Du T.? Faltaram-lhe os tomates para liderar a Queima? ...e a outra é: será que tudo não passa de outro grande projecto do VHS e o espi_nafre tinha razão quando dizia que: "o c***** do Bobote vai continuar a mandar nesta merda toda..."???

Tudo normal em Quéluz Ocidental....
Asta la Vista...





quarta-feira, fevereiro 18, 2004 . fin


Santos telhados de vidro... 

Parece que o tesoureiro da DG barra AAC anda muito incomodado com as contas de telefone do mandato anterior: "Vocês já viram o que eles gastaram? Há necessidade de falarem tanto? Não percebo!!!". Imagino as contas... Nomeadamente a fortuna que a anterior DG barra AAC gastou para eleger a nova equipa -em telefones e em outras coisas!!!

O que é curioso é que o seu novo Administrador (e antigo tesoureiro), assim como o seu novo Presidente (e antigo administrador) já fizeram questão de aumentar o número de telemóveis da DG barra AAC para os 40 (sim, quarenta): eles devem perceber o que estão a fazer.
...e parece que agora já não há fotocópias nem cartazes feitos em impressoras: vai tudo para a gráfica.
...e pelos vistos compra-se mais material informático, e partir carros também não é problema...

Em suma: a AAC tem um grande terraço de vidro. Académica!!!





terça-feira, fevereiro 17, 2004 . fin


Capitalize this... 

Bruxelas deu ao país o recado que os estudantes estão a dar à dois anos.





segunda-feira, fevereiro 16, 2004 . fin


Estratégia... Ainda é muito cedo para saber 

Este texto vem em reacção ao anterior, da Couve Flor. Percebo muito bem o que diz, mas não tenho a certeza de que tudo é exactamente assim.
O Emanuel Semgraça está a ajudar a construir uma boa imagem do Michael: já há muito tempo que A Cabra não achava que uma "boa notícia" era notícia. Aliás: a última vez que A Cabra fez isso foi com o Bobote, e depois da triste cena da Magna do "pasquim" acabou por se defender da pior maneira desancando gratuitamente tudo e mais alguma coisa. Portanto, lá para Março, não me parece que o Michael ainda possa contar com ele. ...e ele está a ser uma boa ajuda, pois o Jornal Universitário é o único que está a dar cobertura ao trabalho da DG -mesmo na Política Educativa- o que confirma o que a Couve Flor disse no que diz respeito à relação com os media.

O grande defeito desta estratégia -parece-me- é ser uma estratégia "do umbigo". O que eu quero dizer é que estas formas de constentação EXCLUEM OS ESTUDANTES: é uma contestação quase secretamente feita em gabinetes, e a consequência disso é a destruição da mobilização da academia; a destruição do sentido de unidade por um desígnio.
O pior que pode acontecer -para quem ainda não percebeu- é o advir da vitória do alheamento (e do desconhecimento), e é isso que o Michael está a construir.
...e não vão ser flyers que vão resolver o assunto: é ingénuo pensar que 5% dos estudantes os lêem: já era uma sorte. Para não falar dos que não os entendem. Enfim...

O que não quer dizer que o trabalho que está a ser feito não seja útil: os seus benefícios é que nunca serão imediatos: nem pensar em entregar esse trabalho ao Governo, ou à Assembleia da República: isso não serve para nada (a Couve Flor explicou bem porquê).
...mas pode servir de referência para outros pensadores da Política Educativa mais próximos dos centros de decisão.
Tornem esse trabalho público; visível... Publiquem-no.



Era escusado era terem estampado a Vito da AAC daquela maneira, duas semanas depois de tomarem posse... ...mas que se lixe, não é? Se fosse uma Secção, pagava! Académica.





quarta-feira, fevereiro 11, 2004 . asdadsadasd


Estratégia Polida... 

Estamos a ver uma Direcção Geral -e seguindo as letras do Emanuel Semgraça- com uma postura nova, mais polida, mais útil... mais intelectualmente productiva.
Em vez de se bater gratuitamente no Governo e nas propinas, tentam-se fazer críticas fundamentadas em dados, em estudos, em referências; tenta-se cativar a opinião pública com ideias concretas e realistas a aplicar ao Ensino Superior; tenta-se produzir mais valias para o Ensino Superior apresentando ao Governo e aos Grupos Parlamentares alternativas consubstanciadas e consequentes aos textos apresentados pelo Governo ou, mais modestamente, pelo menos contributos mais atentos à realidade vista daqui, do ponto de vista dos estudantes.

É o fim das manifestações ocas e violentas, e das frases chave batidas e sem significado.
...e é o início da contestação perfeita, com opinião pública e opinion makers do nosso lado, e com o respeito de quem governa.
Contestação Perfeita... Participação Cívica Civilizada...

O problema é que este País (nem nenhum outro; nem o mundo) não é perfeito.
Esta estratégia é o paraíso dos Políticos: a estudantada ocupa todo o seu tempo a investigar, a reunir, a produzir textos, a pedir compromissos... ...civilizadamente e educadamente. E depois é delicadamente e polidamente, após a devida audição, posta a andar...
É claro que os políticos não vão dizer "têm razão, esqueci-me de pôr isso na proposta de lei" ou "pois, a proposta de lei está assim mas até nem é exactamente o que queríamos, por isso vamos mudar".
Entretanto nenhum jornalista pegou nisso (ser anjinho não é notícia), os opinion makers não falam disso (é perder audiências: o que tem de especial?) e a opinião pública nem sabe o que se passa.

Infelizmente (sim, infelizmente) os estudantes podem ter discursos de grande profundidade mas se não disserem a palavra mágica -propinas- nenhum jornalista publica. Se disserem muitas e aquela lá no meio, só AQUELA aparece. Quem manda primeiro -aprendam- são os jornalistas: o VHS perdeu muito com eles, na verdade.
...e o mesmo se diz em relação à mobilização: alguém aparece para gritar "não à nova lei da autonomia das Universidades"? Não. Só sabem gritar "não às propinas". Bom...

O material que um dirigente associativo tem disponível para usar é muito escasso, e não pode ser desperdiçado, por muito triste que ele seja.
1% dos alunos grita pela autonomia, 10% pelas propinas.
Se o objectivo é incorporar contribuições dos estudantes nas propostas de lei, não é assim que se vai lá: é preciso, porcamente, fazer uma grande barulheira, oca mas altamente incomodativa, procurando variantes (não alternativas) às frases chavão das propinas que não hostilizem o resto da sociedade civil -e (na hipótese perfeita) até mesmo a solidarize connosco-, envergonhar o Governo na Europa, etc.. ...e nem digo que não se possam usar meios menos convencionais e menos gastos.
Depois da barulheira (ah, se o Pedro Lynce não se tivesse demitido) o Governo teria todo o gosto em fazer compromissos em troca da nossa calma, e em incorporar ideias nossas nas propostas de lei.

Só quando a participação dos estudantes na construção das propostas de lei se tornasse um dado adquirido e um hábito democrático é que nos poderíamos preocupar com a reabilitação da imagem dos estudantes.
Nessa altura é que teremos as portas abertas a uma relação polida e civilizada com as forças do poder.

Trabalho útil é assim, porque -apesar de baixo- é o único que apresenta resultados e, no final, é resultados que queremos.
No fim, é melhor uma Barulheira oca, do que uma Diplomacia improdutiva. Agora já sabem como torná-la produtiva: deixem-na para o fim.





terça-feira, fevereiro 10, 2004 . fin


As coisas, mas a nível nacional... 

A sondagem está aí!!!
Pergunto-me quem andará com o megafone, mas aqui, na nossa academia.

Pegando agora nos assuntos da coisa nacional:
Desconfio que o cenário vai mudar drasticamente:
Al-andré Dias no Algarve; Rosa Ovos-moles Nogueira em Aveiro; Luís AALfacinha Semedo em Lisboa; e Nuno FAPeiro Reis no Porto: a "Grande Comandita do PSD", mais conhecida por "A Laranjada Mecânica".
Na resistence temos gente com pinta: O Luís Pouco-franco na AAUBI, que se demitiu e depois se reintegrou (que carácter; que jogada corajosa), constituindo o bastião do Bloco de Esquerda no movimento associativo do Ensino Superior; o Jorge Tricristino Minhoto, socialista; e o nosso Michael Ketchup Brioshe, socialista de gema também.

Num cenário destes não é preciso ser tarólogo para perceber que se o Bobote teve de fazer uma chinfrineira para tomar o rumo das coisas, agora alguém -não pertencendo à comandita do Governo- vai ter de fazer MUITO MAIS!!! ...e as coisas estão compostas.

O Luís Pouco-franco não tem cartuchos para queimar, por isso não vou gastar linhas com ele, mas tanto o Tricristino como o M. du T. estão aí para a corrida... ...para a corrida ao melhor tacho nos Socialistas!!! ...e ao melhor tacho nos órgãos nacionais onde os estudantes têm assento -o que fica sempre bem no currículo.
Não é mentira para ninguém que Tricristino está melhor colocado do que M. do T.: tem um estilo mais orientado para o que os jornalistas gostam, vale alguns créditos junto de algumas associações (ver cu_ligação com Aveiro) e beneficia (talvez) de uma certa associação ao Bobote. Ainda por cima, aparentemente, está melhor colocado junto dos Socialistas que M. du T., o que não deixa de ser uma surpresa para a Lusa Atenas.

...e só não faço o Movimento Associativo Nacional do Ensino Superior Gastronómico, porque porque...

De resto, o próximo E. N. D. A. vai ser rico em eleições, com o grande destaque para as -finalmente- eleições para o CNE. ...e são estas que vão REVELAR-NOS o rumo que vai tomar a liderança do movimento associativo nacional do Ensino Superior. Pelo menos na facção não comandada pelo Governo.
Uma coisa me parece evidente: não vai ser Coimbra a tomar as rédeas.

Por outro lado, o Bobote ainda lá está: é representante dos estudantes no CNAVES!!! Pois...





segunda-feira, fevereiro 09, 2004 . espi


Vania Piu Piu na DG 

segundo a sondagem sopadelegumes.

Nos corredores do edifício da AAC, ouvimos comentar que "O Berto é Rabo".
Com uma amostra de 152 pessoas, Vânia Piu Piu arrecadou 73% dos votos, contra 27% de Messyas.
Com a amostragem ampliada para os 6728 votos -valor de participação dentro dos limites normais de umas eleições para a DG AAC- os valores ajustam-se para os 79% de Piu Piu e os 20% de Messias.

Sondagem sopadelegumes:
Margem de erro: bué da grande;
Índice de confiança: bué da pequeno.





sexta-feira, fevereiro 06, 2004 . abobora


Olhó Tacho!!!!!! 

Já é bem conhecido o hábito da DG de distribuir uns tachinhos!

Para quem estranha ver algumas pessoas a mexerem-se demasiado por um qualquer candidato, geralmente a resposta surge nesta altura em que se começa a falar dos elementos indigitados para os Núcleos, das pessoas indigitadas para Assembleia de Universidade e dos elementos Senadores pela DG, entre outros "tachões"...
Não quero estar no papel do MD quando ele começar a contar as pessoas a quem prometeu uns tachinhos e se aperceber de que na realidade se esqueceu de que isto é como os numerus clausus da Universidade: o número de vagas está limitado.

Embora só possamos, ainda, analisar os "tachos" do senado, esta prática de atribuições estranhas não é uma novidade do MD: deve ter aprendido com os antecessores, pois quer o Humberto (que meteu lá estranhamente o seu posterior administrador Pedro Roxa) quer o VHS (que lá teve um tal de Lewis Lages) já tinham testado essas técnicas com aparente bom resultado.

Mas analisando a sessão de Senado desta última quarta-feira, o nosso querido Presidente MD descontrolou-se a atribuir a "tachada". Analisando as pessoas que colocou no senado, deduzimos que se preocupou seriamente em colocar lá as pessoas mais conhecedoras dos assuntos discutidos nas secções, para que desta forma possamos dizer, em voz alta, que estamos a ser "defendidos" por um excelente grupo de pessoas (IN)capazes.

Ora bem... Temos o MD, porque (cada vez mais infelizmente) é o presidente da AAC (embora se tente disfarçar não utilizando tanto quando deve a sua capa e batina); depois, para juntar à trupe, temos o Schulo (pseudo-candidato que por inerência de ser presidente da Assembleia Magna acaba por também ter que lá estar). Até aqui temos aqueles que temos que ter obrigatoriamente!
A juntar aos dois anteriores, começamos por ter o Duro -administrador da DG- que depois de já estar como Fiscalizador da Queima deve ir sugerir que o Senado comece a mexer com dinheiro para poder começar a juntar mais uns "trocos" à sua off-shore com o Schulo.
A este juntamos o Messyas, que tem que aprender umas coisitas de politiquices, porque parece mal termos um candidato a candidato da AAC que nunca esteve no Senado da Universidade!
O Escova é mais um menino que o único motivo que vejo para que ele lá esteja é para que A Cabra tenha um informador dentro do Senado (e da DG), para além de outras mesas de discussão ficarem sempre a par das últimas novidades.
Os nomes mais estranhos surgem agora: Cúka, vice-presidente da Assembleia Magna, aluno da Faculdade de Letras (algumas vezes sugerido como sucessor do Gadelhudo) que, a meu ver, cai aqui de pára-quedas, não conseguindo até agora perceber-se muito bem de onde.
O último cai aqui "partido": aluno ou ex-aluno de Direito, Peter Vaz já não aparecia nestas lides desde tempos antigos -dizem que tem papel importante na estrutura nacional da JS, e nos últimos tempos bastante desligado do curso e da nossa Universidade- acaba por vir aqui preencher uma vaga, provavelmente com ajuda de algum "estatuto especial".

Mas o que me admira mais, para além de "alguns" nomes estranhos, é a ausência de alguém responsável pela Acção Social: quem destes é que vai à Secção de Acção Social do Senado?
Onde é que está o responsável pela Pedagogia?! Quem é que apelará lá por ela?
Onde está o Provedor dos Estudantes? Porque é que o mediador entre os estudantes e os órgãos de gestão da Universidade deixou o Senado??? (É a primeira vez desde que o cargo foi criado que o Provedor dos Estudantes não é Senador.)

Não sei se também pensam assim, mas acho que ficou de fora quem nos pode fazer falta...





quinta-feira, fevereiro 05, 2004 . fin


O Conselho Fiscal 

Discreta e subvalorizada pedra basilar da academia e do associativismo.
É este órgão, composto por 5 eleitos de idoneidade garantida pela eclética proveniência, que assegura a importante -senão mesmo FUNDAMENTAL- missão de salvaguardar o respeito primordial pelos estatutos e regulamentos de todos os órgãos e corpos da academia, democraticamente fixados pelos estudantes, assim como protege os direitos de todos os quantos têm um papel na AAC (e somos mais de 20 mil).
A tarefa é dura e a responsabilidade é imensa: estamos gratos ao Conselho Fiscal por estar lá.

Então porque é que um Nhunho Tiago foi eleito para o Conselho Fiscal pela lista do Queiroz, assumiu funções, e, à socapa a ver se ninguém dá por ela, não se demitiu da Direcção do Núcleo de Estudantes de Farmácia, COMO MANDAM OS ESTATUTOS DA AAC??? MAS QUE PORCARIA É ESTA??? O Conselho Fiscal dá este exemplo??? ISTO É UMA SELVA??? É o CONSELHO FISCAL!!! O CONSELHO FISCAL, PORRA!!!!!! AGORA RECORRO A QUEM??? À MAFIA???





quarta-feira, fevereiro 04, 2004 . abobora


Queima... há aqueles que incham!!! 

Não me refiro apenas àqueles comissariozitos a quem de um momento para o outro nasce um rei na barriga, mas que continuam a ser uns meros marrões com a ilusão de que foram admitidos a uma elite (um pouco como alguns DG's). Comissários esses que a única vez que os vi envolvidos em actividades da AAC foi quando os vimos, que nem loucos, a "cacicar" ferozmente pela realização da Queima das Fitas 2004, e em nenhum momento da sua vida dispenderam o seu "precioso" tempo para se envolver noutras quaisquer actividades. Dá para perceber que eles só foram feitos para festas académicas, e que como se fartaram de as curtir vão tentar ganhar algum a trabalhar nelas. Do que não se lembram é que, para o ano, já ninguém se lembrará deles...

Algumas das pessoas que incham -e que começam a ter dificuldade em passar nos corredores deste edifício- são os membros da Comissão Fiscalizadora. Começando pelo nosso querido Dux, que demonstra nesta altura do ano o verdadeiro motivo de existência do Conselho de Veteranos -anexo da sala da Queima- e que com a presença neste órgão só se preocupa em lá ir buscar as suas unidades de conta com a desculpa da dinamização e "controlo" das actividades praxistas. Dinheiro que, como sabemos, tem sido utilizado para promover actividades da praxe, a sua "boa" divulgação, e que aquela imagem de sala de estar da sala do MCV é apenas uma ilusão (transfiram-na para um canto onde não pareça tão mal), e que na realidade o Dux nem é um gajo que só gosta de copos, e tem realmente uma imagem "forte" na cidade e no país.

Dos lados da DG também vêm uns meninos prontos a inchar. O nosso já conhecido Schulo já não tem muito a inchar: para além de já ser um "pouquinho" gordo, já inchou bastante quando começou a ser falado nestes corredores como provável candidato a Presidente da AAC, mas depois deve-se ter-lhe estragado o pipo durante um tempinho, pois ele desinchou um pouco quando teve que andar a fazer campanha pelo MD. Não compreendo muito bem a sua presença, mas acho que foi o MD que agora que já está no poleiro deu a vez de mamar ao "amigo".
O outro, o Duro, depois de se ter "abotoado" enquanto tesoureiro da AAC agora vai tratar das continhas da Queima e vai formar um consórcio com o seu amigo Schulo -seguindo as pisadas dos seus antecessores VHS e MD- e ambos vão zelar pelos interesses de mais uma "off-shore" -sugiro as Ilhas Caimão. A este Duro, acredito que o seu inchar é periódico: ocorrerá apenas no percurso até ao banco, fazendo o percurso inverso muito menos "pesado".

Os nomeados pelos Conselhos (aqui o Fiscal não mama) são muito interessantes.
A zelar pelo Conselho Cultural (ou pelo CIAAC), temos um tal de Regueifa, que utilizando os conhecimentos adquiridos na sua secção vai fazer com que a Queima jogue muito mais em rede. Para além disso, poderemos sempre esperar que no final da Queima das Fitas tenhamos um CIAAC a "trabalhar" muito mais rápido, totalmente equipado com equipamento novo, pronto a levar para casa. Pelo que se tem visto, se ele não tem cuidado explode, pois de todos é o que mais rápido está a inchar.
O Bolo, aqui a apelar ao Conselho Desportivo (e ex-DG), embora não ligado a qualquer secção -estranhezas destes novos andamentos e da Direcção do Conselho Desportivo- acabará por apelar a si próprio. Não me admirava que fosse admitido ao consórcio do Schulo e do Duro pois, que eu saiba, a três votos em cinco chama-se maioria, e assim o caminho estará livre para as Ilhas Caimão. Ao Bolo, fazia bem inchar um pouco para encher as camisas mas, como devem saber, não há emprego para o pessoal de letras, e o pessoal vai ter de se ir safando com uns trocos, venham eles de onde vierem.

O Meloso -esse- anda inchado o ano inteiro. Não bastando o ordenado, vai-se safando com as comissõezitas que vai arranjando (e não devem ser poucas) e é esperto o suficiente para ir disfarçando com aquele twingo, que é para a malta ir tendo pena. Lidera uma equipa bastante mista de secretários: de um lado aqueles velhinhos que se vão safando todos os anos com mais umas comissõezitas (dando a respectiva percentagem ao chefe) e assim sobrevivendo à décima quinta matricula em Coimbra; do outro lado temos um amontoado de putos submissos de Economia, que vão aprendendo na prática o que lhes ensinam na teórica sobre branqueamento de capitais e fugas ao fisco, para além de irem testando técnicas de investimento dos desvios do "chefe".

Sugiro-vos que comecem a andar de alfinete na mão, para esvaziar inchaços...





terça-feira, fevereiro 03, 2004 . asdadsadasd


DG Gastronómica, terceiro episódio 

Finalmente tenho material para escrever este tema... mas vou fugir -só um bocadinho, de vez em quando- ao comilanço porque me apetecem dizer outras coisas...

Começando pela Assembleia Magna, o Gordo (presidente da DG AAC em exercício -pelo menos ele está convencido disso) substitui a loiraça o que, para nós, é uma perda. De resto, com ele há muito mais por onde se pegar em matéria de comilanço -noutras matérias também- nem que seja pela colecção de S***** que está a montar. O "outro" ex-presidente da magna, o Roxa, não pode pensar que por ter ido dar posse é presidente outra vez (este gajo é que come mesmo: mas agora já é só comida...). Se pensarmos na loiraça como vice, a substituição deixa-nos a perder outra vez, com um simpático gigante de letras: o cu-cu.
Em secretários da Magna, medicina (estranho) fez o pleno, com o indigitado pelo Bobot (e não é por ser irmão dele) para o controlo do gordo, e a betolas que, como ele, nunca fizeram pívia pela academia: Parabéns.

O antigo secretário da Magna saltou para o Pelouro da Cultura -antigo sonho- e assumiu-se como membro dos Ena pá Vynil: na quinta-feira dançou a noite toda em cima de uma coluna, sob constante assédio de um rapaz bem parecido...
A miuda da TSF anda em cima do Michael du T., tipo troca de favores para não ser demitida, o que não tem agradado à Direcção Geral anterior.

O gordo tem o condão de estar a partir a Direcção Geral já (o que será bom para uma candidatura contra o Messyas) mas não sei se alguém fica no lado dele da racha.
Os Super coordenadores têm todos uma miuda gira a assessoriar (espertos).

...e só vamos no início... imaginem isto e mais 11 meses: nunca vi tanto potencial! Académica!!!





segunda-feira, fevereiro 02, 2004 . asdadsadasd


Agora estamos como o limão: 

nada de complicado por fora, mas terrível por dentro.

Agora é que vai ser!!!





sábado, janeiro 31, 2004 . fin


A nova DG na TSF 

Estava no carro a ouvir o "Fórum Mulheres" na TSF e acabei por levar com uma intervenção da nova DG na cara, de chapa.
Uma coordenadora da Direcção Geral fez-nos este favor:

Aparentemente, agora diz-se abertamente que ir para o café ter com os amigos e depois beber uns copos a mais é normal, habitual, e é um hábito quase tradicional, quase tão tradicional como ir parar ao hospital na Queima das Fitas em coma alcoólico.
QUE BURRICE É ESTA???

Ó Miguel: se é isto que estás a fazer para credibilizar a imagem dos estudantes, QUEREMOS OUTRO PRESIDENTE!!!
Depois disto não vale a pena gastar dinheiro em campanhas: em 30 segundos estourou-se tudo...
...com PORTUGAL em directo.



This page is powered by Blogger. Isn't yours?